quarta-feira, 25 de setembro de 2013

PREVI - REAJUSTE DE BENEFICIOS - MUDANÇA


Prezada Daisy:

De fato o nosso colega Aldo prometeu retomar a sugestão que apresentei ao Grupo Temático da ANABB em março de 2013, para alteração do Regulamento da PREVI, mudando critérios de reajustes de benefícios.

Salvo engano, o colega Aldo não compareceu na última reunião, ocorrida dia 5 de setembro.

Continuo na expectativa de que este assunto seja aprofundo e submetido ao Conselho da PREVI. Para encaminhamento, basta adesão de 1% dos participantes e assistidos. Dada a importância deste assunto, acredito que podemos conseguir mais de 10% de adesões dos participantes e assistidos, por escrito. Estou enviando cópia desta mensagem para os integrantes do grupo temático que trata do Plano I da PREVI e para outros grupos. Permanece no radar.

Como você e muitos colegas sabem, são 3 bandeiras que venho defendendo há muito tempo:

1 - Mudança nos critério de reajustes de benefícios;

2 – Extinção de benefícios privilegiados concedidos a dirigentes do Banco, Previ e subsidiárias, com o cumprimento do Teto de Benefícios, aprovado em março de 2008. Considero este assunto praticamente liquidado. Falta a PREVI cumprir a decisão da PREVIC, expedida no início de junho, concedendo prazo de 60 dias. Vencido o prazo, a PREVI solicitou adiar por mais 90 dias. Existem pressões para o não cumprimento. Veja o pronunciamento do Deputado Augusto Carvalho, que teve minha participação, acessando ao LINK: http://www.youtube.com/watch?v=MC0OKP9SR8c. Estamos acompanhando.

3  – Aprovação do PDS 275/2012, que objetiva cancelar artigos abusivos e ilegais da Resolução 26/2008 que permitiu a PREVI repassar R$ 7,5 bilhões para o Banco em 2010. Enquanto não cancelados os artigos ou a resolução, o Banco vai continuar usando reservas da PREVI que, pela Lei 109/2001 seriam para revisão de benefícios, sabidamente achatados. Existem R$ 1 bilhão do período 2010 a 2012 para ser usado.

Para sensibilizar os Senadores a aprovar o PDS 275/2012, continua em andamento o ABAIXO ASSINADO, apoiando o PDS. Segue anexo o modelo do abaixo assinado. Quem ainda não fez, sugiro imprimir, colher assinaturas de parentes e amigos e me devolver, conforme orientação no rodapé do documento.

Para quem não desejar adotar esta forma que, apesar de mais trabalhosa é a mais efetiva, sugiro assinaturas pela internet, clicando no LINK abaixo:


Permaneço à sua disposição e de todos.

Abraço,

Carvalho

5 comentários:

Anônimo disse...

Quem é essa Daisy pra quem vc responde? Parece personagem de ficção. Vc usa esse suposto destinatário para criar suas postagens?

Antonio Carvalho disse...

Senhor Anônimo:
Por uma questão de ética e responsabilidade, faço minhas postagens com base em fatos reais e com base em documentos ou informações verdadeiras. Detesto o "achismo". Não uso subterfúgios e nem ficções.
Dito isto, a Daisy é uma colega nossa que coordena grupos de discussões na internet, para quem estou enviando cópia desta mensagem.
Se desejar dirija-se a ela através do e-mail: dfsacc@gmail.com.
Abraço,
Carvalho

Jorge Teixeira - Araruama (RJ) disse...

Colega Carvalho,
Em 2014, já em janeiro, se tudo continuar como dantes no quartel de Abrantes, os benefícios e as pensões dos associados do “PB-1” deverão ser corrigidos apenas pela variação do INPC correspondente aos doze meses imediatamente anteriores. Em síntese, e bem no popular, deve ser uma “merreca” de reajuste. Possivelmente, pelo que a Previ apregoa na sua última revista de ago/13, teremos também o fim do bet, inobstante os mais otimistas entendam que ele continuará sendo pago até dez/2014. Você apresentou uma fórmula alternativa para correção dos benefícios, em mar/13, a grupo temático da Anabb que se encarregaria de analisar e, se fosse o caso, encaminhar para a diretoria da entidade. Decorridos seis meses não se tem notícia alguma sobre qualquer tipo de movimentação por parte do grupo temático e nem tampouco pela diretoria da Anabb. Você concorda que já houve tempo mais do que suficiente para que uma definição sobre o assunto já tivesse sido apresentada, seja ela qual fosse?

Antonio Carvalho disse...

Prezado Jorge:
Concordo, sim.
Tive conhecimento que na última reunião o Grupo Temático encaminhou a proposta para análise técnica.
Espero que até o final do ano seja emitido parecer, para posteriormente, demandarmos apreciação por parte do Conselho da PREVI. Para tanto será necessário que ao menos 1% dos participantes e assistidos subscrevam a proposta.
Enquanto isto, continuo lutando para conseguir muitas assinaturas no abaixo assinado que coordeno para apoio ao PDS 275/2012, que objetiva cancelar artigos abusivos da Resolução 26/2008 que, ferindo a Lei 109/2001, determinou a PREVI repassar R$ 7,5 bilhões para o Banco.
Precisamos combater este e outros abusos e ilegalidades. Conto com sua participação.
Abraço,
Carvalho

Antonio Fernando disse...

Prezado Carvalho,
Caso se obtenha sucesso no cancelamento dos artigos em questão da Resolução 26/2008, o BB devolverá os R$ 7,5 bi repassados pela PREVI ou se inicia uma nova história?