segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

PREVI E BB PODEM PASSAR O TRATOR EM 118 MIL PARTICIPANTES

A PREVI mais uma vez não implanta o TETO DE BENEFÍCIOS aprovado em 2008 para os Dirigentes Estatutários que continuam advogando em causa própria. Dias atrás o Estadão publicou mensagem informando que os Ministérios da Fazenda e Planejamento apoiam o Banco e da Previdência apoia a PREVIC que é o Órgão Regulador e Fiscalizador dos Fundos de Pensão. Dia 21 de dezembro publicou nova matéria informando sobre o acordo que será realizado entre Banco, PREVI e Governo. Pelo histórico dos acordos, tudo indica que o Banco, PREVI e Governo vão PASSAR O TRATOR nos 118 mil participantes, mantendo benefícios privilegiados para os Dirigentes do Banco, Previ e Subsidiárias, sangrando a PREVI em milhões.

Isto é temerário. Pode surgir uma enxurrada de ações pelos aposentados pós de 1997, demandando incorporações de férias, L. Prêmio, 13 salário, cesta alimentação, etc, a exemplo do que foi feito com os referidos Dirigentes.
Entendo que já passou da hora de nossas Associações adotarem providências. Em Audiência no Senado o Diretor Marcel disse que é contra o PDS 275/2012, que a PREVIC não determinou o cumprimento do teto e que as Associações são escritórios de Advocacia travestidos de Associações. 

Veja vídeo com resumo do pronunciamento do Diretor Marcel no Senado, onde EU estive presente, clicando no LINK: http://youtu.be/19pCD0D7LUU.

A todos um FELIZ NATAL e UM ANO NOVO COM REALIZAÇÕES.


Antonio J. CARVALHO.

38 comentários:

Anônimo disse...

Não sei como conseguiu meu e-mail. No mínimo através de alguma organização que repudio. A exemplo dos atuais diretores eleitos, sua esperança deve ocupar o lugar deles e depois ignorar-nos. Me mantenho anônimo da mesma maneira de quem lhe entregou meu endereço eletrônico. Esqueça meu voto para qualquer coisa

Anônimo disse...

Quem promete e não dá é como a nuvem e o vento que não trazem chuva.

Jorge Luiz Gartner disse...

Vc tocou num ponto muito importante: o papel de nossas "Associações". Qual a verdadeira preocupação dessas Associações? Fico com a sensação que muitas estão mais preocupadas em vender algum tipo de serviço, algum tipo de produto.
Recebo a revista PREVI outubro/2013 e logo no início vem o artigo: PREVI esclarece sobre o BET. Logo em seguida o artigo: Empréstimos Simples tem novos parâmetros. Mais adiante: Para sua Proteção, atualize seu Pecúlio.
Humor negro: nosso poder de compra vai ser reduzido em 28% e oferecem mais produtos para aumentar nossas dívidas.
A ANABB entra em contato, via telefone, para nos vender seguros.
O que falta é união, objetivos comuns que defendam os funcionários e não um balcão de negócios.
Mas ainda tem um outro entrave na luta pelos nossos objetivos: união de todos os funcionários.

Anônimo disse...

Eu também recebi email seu e não sou seu amigo e nem conte com o meu voto. Vi o que você e a Cecília fizeram na Novembrada. Sinceramente senhor, o que você tentaram fazer com a colega Leopoldina foi muito feio.

Vi os vídeos e vi ela liderando muito bem. Se aquilo não é liderança, o que seria então? Isso é puxar saco? Babando no cangote? Faz-me rir.

É muita irresponsabilidade passar mentiras para quem não participou da Novembrada. Se eu não tivesse visto os vídeos eu iria achar que a colega era puxa-saco mesmo.

Isso de ficar mandando email para todo mundo é que é puxasaquismo, ficam nos babando para conseguir nossos voto, depois tchau.

Antonio Carvalho disse...

Prezados Anônimos (23/12 - 7.49 hs e 10.34.hs)
Não estou pedindo votos. Na época certa, cada um vota em quem desejar e entender ser melhor para todos. Não é verdade que critiquei a Leopoldina. Ao contrário, ELA postou comentários no meu blog e no blog dela dizendo que EU teria agredido o Diretor Marcel o que não foi verdade. Apenas usei o megafone e rebati o que ele estava dizendo naquele momento. Também vi os vídeos. Pedir a Leopoldina para mostrar as agressões e ELA, de livre vontade, preferiu excluir os comentários que tinha feito no meu blog. Considero este assunto da novembrada encerrado.
Meu blog é democrático e não é monitorado. Porém, tenho como identificar IP dos anônimos. Prefiro não perder tempo com isto.
Abraço, a todos, com desejos de UM FELIZ NATAL!
Abraço,
Carvalho

Valdir Spanholi disse...

Concordo que as associações tem participado muito pouco neste debate sobre o teto de benefícios. Sobre a última nota da ANABB, enviei as seguintes observações:
Realmente não tinha lido esta última nota da ANABB. Li agora e não gostei. A nota faz uma análise apenas TÉCNICA, mas não vai ao núcleo da questão: que o pagamento de benefício superdimensionado aos estatutários é antiético, imoral e não se coaduna com os pressupostos sóciofinanceiros de um plano de COMPLEMENTAÇÃO de aposentadoria, que é o fim da PREVI.
Um plano de aposentadoria existe para dar segurança e manter um benefício de aposentadoria o mais próximo possível do salário da ativa, de modo a ter (o participante) uma vida póslaboral digna; Não é seu propósito formar uma casta de aposentados com supersalários.
Num Plano de Previdência Privada , o participante constrói seu benefício de aposentado ao longo de décadas de contribuição ( o que todos nós fizemos) e não numa medida casuística com 3 a 4 anos de uma contribuição oportunista ( que é o caso dos Estatutários).
Dizer que isto não afeta o equilíbrio financeiro da PREVI, é outra falácia. Como não afetaria se este participante privilegiado ganhará 8 a 10 vezes o valor médio das aposentadorias pagas pela PREVI ?!!! e, se mesmo assim não afetaria o equilíbrio financeiro, afetaria no entanto o equilíbrio moral e de justiça do plano. Certamente não teremos mais superavits que permita pagar um novo BET, ou isentar contribuições para a maioria dos participantes. Tudo em favor desta casta de aposentados.

Antonio Carvalho disse...

Prezado Valdir:
Sua abordagem está correta. Estes privilegiados não contribuíram para tanto. Quem se aposentou depois de 2010 não contribuiu com um centavo, para esta elevação, pois para o cálculo dos benefícios é considerada a média das 36 últimas contribuições que foram feitas com os recursos de todos. O mais justo e correto seria considerar a média de todas as contribuições feitas na vida laboral. Aí sim, os benefícios seriam justos e todas as injustiças seriam corrigidas. Devemos propor isto ao Conselho Deliberativo e lutar para que o estatuto seja mudado e todos os benefícios já concedidos sejam revistos, sem contudo, baixar os valores já concedidos. Que acham?
Abraço,
Carvalho

Anônimo disse...

Caro Carvslho,
A PREVI já não era para ter nos comunicado, oficialmente, o fim do Bet? Caso vá acontecer. Não teria um prazo de pelo menos trinta dias?

Leopoldina Correa disse...

Carvalho,

Por favor, não me desminta. Eu vi você partindo para cima do Marcel com o dedo em riste para cima dele. O próprio Marcel já confirmou isso.

Tudo bem, se você tem lá seus problemas com ele resolvesse fora da nossa manifestação, eu não tenho nada com isso. Mas se sua intenção era tumultuar, parabéns! Você conseguiu! O que você não conseguiu foi usar NOSSA manifestação a seu favor.

Nos seus dois posts falando sobre a Novembrada você atribuiu a liderança ao Ari Zanella e como disse o colega que reclamou, isso é muito feio. Veja que lá no meu blog que eu perco meu tempo falando de você. Eu aceito todas críticas, porém, ofensas e mentiras eu não perdôo e muito em breve você vai ver o resultado do que eu estou afirmando.

Você é que está faltando com a verdade, você e todo mundo sabe que quem começou este movimento foi eu. Assim como quem estava e continua à frente da Comissão Organizadora da Novembrada sou eu, conforme você viu nos vídeos e não adianta você querer que não seja. Você ainda tem dúvida ou quer que eu desenhe?

Por favor, deixe meu nome em paz. Só estou vindo aqui porque fiz um "Alerta Google" para o meu nome e assim sendo, quem fala no meu nome o Google me avisa. Eu sei que você nem sabe o que é isso.

Sua sorte é que eu não sou de bate-bocas, mas também não sou de ficar calada com injustiças. Apaguei meus dois únicos comentários no seu blog e lá não pretendo me manifestar mais, para que você não tenha dúvida e nem trabalho pesquisando, aí está meu IP: Localização: Fortaleza, CE, BR (IP=187.28.193.71)


Leopoldina Corrêa

Anônimo disse...

Sra. Leopoldina Correia(avisa ela "alerta Google),

Aqui nesse blog todos falam o que querem e o sr Carvalho, tolerantemente, não tem o costume de apagar comentarios, por mais injustos, mal educados e violentos que sejam. Ponto pra ele. Ao contrario, a egocentrica cara de coruja nao tem o mesmo espirito, sendo avessa a qualquer discordancia com suas opinioes, que nao são lá muito originais e que se alinham perfeitamente com a de um apoiador da nossa "revolução", como era chamada a ditadura, de 64. O sr Carvalho, apesar de estar numa corrente cujo lider não tem boa fama, é um especialista em previdencia, e a sra uma ignorante que não tem argumentos para entrar em qualquer debate sobre o tema. Isso é visivel, só alguem mais estupido não consegue perceber nas suas entrevistas chatas, com perguntas batidas e rebatidas porque essa não é sua area. Apesar do esforço da eterna dirigente Iza Muza, que lhe carrega na mala há anos, a sra não vem demonstrando progresso.
Se a sra fosse uma pessoa de bom senso, quando se discutir PREVI e CASSI, tambem, saberia que nessa hora o melhor é calar.

Chico Silva

Anônimo disse...

Chico Silva, você é um bundão! Além de bundão, COVARDE e intrometido que usa de pseudônimo para liberar este veneno que te destrói de tanta inveja da Isa e Léo. Léo não caia nas provocações deste pai de chiqueiro.

Você, Chico Silva, devia usar o codinome de bode velho, seu cabra nojento.

Anônimo disse...

Xiiiiii... bode velho, digo, chico silva, acho que vc vai ter de fazer outra rasgação de seda para a D. Isa e para a colega Leopoldina. O nome dela é Leopoldina Corrêa, não é Leopoldina Correia, eu também tenho alerta Google e ele só avisa com o nome do " ALERTA" correto, acho que é melhor fazer outro, né?

Jorge Teixeira - Araruama (RJ) disse...

Podem passar não, já passaram. Sei que não devemos nunca esmorecer nessa luta contra o BB/Governo/Previ. Mas a cada dia que passa aumenta mais a sensação de impotência para combater esses desmandos que são cometidos contra todos nós associados da Previ. Veja Carvalho a que ponto chegamos. O patrocinador peita o órgão fiscalizador das EFPC, impõe uma proposta indecente para estabelecimento de um teto para os dirigentes estatutários e fica tudo como dantes no quartel de Abrantes. Como dizia aquele conhecido âncora de telejornal: Isso é uma vergonha. Mudando de assunto, gostaria de saber se evoluíram as tratativas com vistas à aprovação, ou não, por parte do grupo assessor temático da Anabb, da proposta de sua autoria, apresentada no início de 2013, para reajuste dos benefícios de aposentados e pensionistas do “PB-1”. A nossa data-base já é agora em jan/2014. A última notícia disponibilizada, de responsabilidade do colega Aldo Alfano, foi de que havia sido contratado um atuário que emitiria um parecer sobre a viabilidade de implementação, ou não, da sugestão apresentada. Vale lembrar que haveria a necessidade de ser percorrida aquela já tradicional “via crucis”, que antecede qualquer pleito oriundo dos hoje tungados e rebaixados a donos - que não apitam absolutamente nada - de apenas 50% dos recursos do “PB-1”.

Anônimo disse...

Fica a pergunta, não tiveram que romper o contrato de trabalho com o BB para deixar de ser CLTistas e passar para Estatutários? Rompendo o contrato de trabalho com o patrocinador não se passa para autopatrocinado perante a Previ? Aí a formula para o cálculo do complemento não é outro?

Anônimo disse...

Parece, Leopoldina Corrêa(alo, google alerta), que a sra está querendo um trofeu pelo maior feito de sua vida. Vou mandar confeccionar um de lata com o dinheiro que sobrar do Bet, quem sabe assim seu desejo de aparecer se acalma e tranquiliza sua mente. Já imaginou o orgulho que vai sentir toda vez que olhar pra ele? Pena que o resultado dessa pequena manifestação tenha sido zero. Nada mais além dessa picuinha de querer ser o dono do natimorto. Aliás, quem sabe a sra não poderia se lancar presidente da associação do escrotorio de advocacia que o sr ari janella representa, a Aapprevi. Seria uma boa, não acha, se é que lá também tem eleição igual a Anaplab.

Anônimo disse...

Ei cara, o que que a Leopoldina não fez pra você? Com certeza o que ela não fez pra um monte de gente. Será que ela sabe dessa sua Atração Fatal sua por ela?

Para quem não vê o bologue dela, não vê os videos dela e não se importa com ela, vc tá muito bem informado. Quer saber ela tá lá no Ceara e nem lembra que tu existe. Desiste cara, tu tá pagando de otário. Bééééé!

Antonio Carvalho disse...

Prezada Leopoldina:
Pessoalmente não tenho nada contra o Diretor Marcel e nem contra qualquer colega. Apenas discordo da postura como nosso representante e do jogo de palavras que usa para nos confundir, insistindo, por exemplo que: nunca foi aprovado o teto para estatutários, que a PREVIC não determinou o cumprimento do teto, que os Diretores são funcionários, que é contra o PDS 275 e por cima propõe como teto de benefícios os honorários de um Diretor, cerca de R$ 45.000,00. Sabemos que neste valor dos honorários foram incorporados salários indiretos como L.Prêmio, 13 salário que recebem dobrado, férias, etc. e verbas indenizatórias, como cesta alimentação, negados para os demais participantes. Na novembrada, apenas mostrei as verdades. E só. Gostaria muito que você que tem tudo gravado mostrasse, sem aumentar e nem diminuir a minha participação no evento em que tive duas participações: 1) No auditório, em que Você nem o Marcel estavam presentes e na porta do Mourisco, que não passou de 2 minutos, quando voltaram da audiência. Não agredir o Marcel e não tumultuei em nenhum momento. Também em nenhum momento te critiquei. Fui incentivado a participar da novembrada pelo Professor Ari, pessoa que estimo e respeito. Fiz duas postagens cujo início transcrevo abaixo que podem ser comprovadas no blog:
1- Em 27/11/2013: "Em 25 de novembro participei da NOVEMBRADA realizada no Rio de Janeiro. O movimento que contou com cerca de 150 colegas foi coordenado por uma comissão que teve à frente o Professor Ari Zanella e Leopoldina Correa aos quais eu parabenizo"....
2 - Em 30/11/2013: "Em 25 de novembro participei de manifestação pacífica e oportuna na PREVI, liderada por Ari Zanella. Uma comissão entregou documentos com reivindicações à Diretoria da PREVI, que prometeu responder em 10 dias"....Na segunda postagem citei apenas o nome de Ari e esta pode ser a origem de toda sua bronca.
Nunca te desmereci e até agradeço por ter me dado dicas para melhor domínio da internet, como identificar o IP dos anônimos e o alerta google.
Voltei a citar o seu nome no meu blog por conta do comentário do anônimo de 24/12/2012 - 10.34 hs. quando eu já considerava este assunto encerrado.
Finalmente, minha cara Leopoldina e demais colegas, proponho dar este assunto por encerrado, porque não leva a nada.
A todos Um Feliz Ano Novo!
Carvalho.

Antonio Carvalho disse...

Prezado Jorge:
Há pouco conversei com o Colega Aldo Alfano, que me confessou ter passado o Natal em Araruama, possivelmente, bem pertinho de Você.
Ele me disse que dada a complexidade do assunto o grupo temático ainda não recebeu os pareceres solicitados, mas que a promessa de receber os pareceres do atuário e do contador é para até o dia 31/12/2013.
Quando oportuno, divulgarei informações.
Abraço e FELIZ ANO NOVO a Você a todos.
Carvalho

Antonio Carvalho disse...

Prezado Anônimo: 26/12 - 10.36 hs:
Com relação ao BET e início da cobrança de contribuições a PREVI não divulgou uma data. Informalmente, fiquei sabendo de duas fontes que realmente vai encerrar em 31/12/2013. Outra fonte me disse que vai durar até 31/03/2014. Pelos demonstrativos de outubro o saldo remanescente é suficiente para pagar o BET até junho de 2014. Em novembro e dezembro a bolsa caiu. Acredito que com um pouquinho de boa vontade da Diretoria o BET poderá ter uma sobrevida. Quem sabe?
Continuarei acompanhando e repassando informações, ao meu alcance.
Abraço, e FELIZ ANO NOVO!
Carvalho.

Antonio Carvalho disse...

Prezados Anônimos:
Este blog é democrático, não monitorado. Porém, não se presta a postagens ofensivas e nem uso de palavras de baixo nível. Solicito postura respeitosa e adequada de todos. Do contrário, serei obrigado a excluir comentários não condizentes com o nível desejado. Divergências particulares devem ser tratadas em outro ambiente.
Abraço, e FELIZ ANO NOVO a Todos.
Carvalho.

Anônimo disse...

O senhor é apoiado pelo Valmir? Se for meus parabéns! Foi com ele que conseguiu meu e-mail? O que o senhor acha sobre aquele caso dos seguros lá na Anabb? Reclamei do envio do e-mail e repetiu o mesmo! Consegue ser chato igual ao Valmir>Parabéns

luiz carlos disse...

Prezado Carvalho, ainda tenho dúvidas dessa história de funcionários que passam a estatutários relativamente à contribuição para a PREVI: quando dá-se a ruptura, o nomeado Diretor retira toda a sua contribuição feita à Previ e depois de apenas 36 meses contribuindo sobre, digamos, 45 mil, ele terá direito à aposentadoria? Ou, ao sair ele deixa a sua reserva na Previ e
e depois se aposenta com as últimas 36 contribuições, Poderia esclarecer-me?

Anônimo disse...

Caro Luiz Carlos,
No meu comentário de 27.12 às 7:32 questionei a mesma coisa, como aderi ao plano de demissão do BB em 97 e continuei a contribuir para Previ passei a ser autopatrocinado e o cálculo da aposentadoria é outro. Então esse pessoal da diretoria é outra casta, estamos na Índia?
Rompem o contrato com o patrocinador e fica tudo igual na Previ depois de 3anos se aposentam com os novos vencimentos. Prá mim tem caroço.

Antonio Carvalho disse...

Prezado Anônimo (28/12 - 06.55 horas):
Este blog tem por objetivo tratar de assuntos de interesse geral. Assuntos particulares, recomendo tratar em outro ambiente. Se Você tem algo contra o Valmir dirija-se a ele. Com relação aos Seguros da ANABB não tenho poderes para falar em nome da ANABB. Recomendo que pergunte para a Diretoria. Sou independente. Há mais de 10 anos analiso e divulgo assuntos relacionado à PREVI. Gentileza se identificar e aí podemos tratar de assuntos particulares. Escreva para o meu e-mail: ajccarvalho@bol.com.br, até para eu faça a sua exclusão.
Abraço,
Carvalho

Antonio Carvalho disse...

Prezado Luiz Carlos:
Quando o funcionário perde a comissão, entra de licença ou rompe o contrato de trabalho tem direito de manter o salário de participação. Até março de 2008 os Diretores eram funcionários celetistas e recebiam salários. A partir daí passaram a ser estatutários, romperam os contratos de trabalho, passando a receber honorários. Ao fixar os honorários o Banco incorporou as verbas que não incidem para a PREVI, como, L.Prêmio, férias, 13. salário, cesta alimentação, etc. Para efeito de benefício da PREVI foi fixado como teto o maior salário da ativa, ou seja o salário que recebia sem as incorporações. Ao assumir as novas Diretoria em 2010 Banco e Previ, pediram para cancelar a decisão anterior, propondo teto de R$ 81.000,00, não aprovado pela PREVIC. Desta forma, todos os Dirigentes que se aposentaram depois de março de 2008, hoje são 137, recebem benefícios irregulares, com verbas incorporadas, não previstas desde dezembro de 1997. A PREVI não implantou o teto, e Dirigentes do Banco e da PREVI insistem em mudar o teto a favor deles, usando recursos que são de todos nós. Um abuso, uma afronta a Lei e regulamentos.
Abraço,
Carvalho.

Anônimo disse...

Prezado Carvalho,

Peço que reveja o endereçamento pois acredito que o verdadeiro destinatário seja o Anônimo 28 de dezembro de 2013 05:15

Antonio Carvalho disse...

Prezado Luiz Carlos:
Você está correto. Me equivoquei ao digitar o destinatário. Desculpe pela falha.
Abraço,
Carvalho

luiz carlos disse...

Carvalho,

Obrigado por responder, porém, ainda fiquei sem saber se ao deixar de ser assalariado para ser DIRETOR o funci SACA OU DEIXA A SUA RESERVA
NA PREVI.
Por causa da provável redução do BET e consequentemente da MARGEM CONSIGNÁVEL, tentei fazer um novo empréstimo desde 29.12 e o site da previ não aceita: após a escolha do valor etc... a página fica em BRANCO.

Unknown disse...

Prezado colega Luiz Carlos,

Não vou responder pelo colega Carvalho, que domina o assunto, mas acredito que o funcionário ao passar à condição de estatutário mantem a reserva na PREVI e, dali para frente, contribui sobre outro teto. E isso nos não aceitamos.

Quanto ao ES veja a notícia veiculada dia 19/12/2013 no site da PREVI, e deduzo que como o pedido foi efetuado em dia não útil (29/12), automaticamente passou a ser considerado o dia 30/12 e neste não existe expediente.
---------
19/12/2013
Expediente da PREVI nas festas de fim de ano

Confira os canais de atendimento e veja como ficam os créditos do Empréstimo Simples.

Nos dias 23, 24, 30 e 31 de dezembro não haverá expediente na PREVI. O Autoatendimento funciona normalmente.

Empréstimo Simples

Os créditos do Empréstimo Simples ocorrerão normalmente nesses dias, exceto para o dia 31/12, quando não haverá concessão de empréstimo.

Para os créditos agendados para os dias 23, 24, 26 e 30/12, bem como para o dia 2/1/2014, não será possível fazer o cancelamento das operações.
--------------------------

Cordialmente,
Luiz Faraco

luiz carlos disse...

obrigado Luiz... um abraço.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Favor retirar o comentário sobre Lula. Foi repassado para mim e eu publiquei neste blog. Como é público. Não fica bem. Aconselhamento de um colega.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Antonio Carvalho disse...

Prezado Luiz Carlos:
Pelo regulamento da PREVI, havendo rompimento do contrato de trabalho existe a possibilidade de saque das reservas ou continuar contribuindo pelo valor que contribuía antes do rompimento. No caso específico dos Diretores quando romperam os contratos de trabalho e assumiram como estatutários tiveram as verbas que não são prevista para efeito de benefícios da PREVI, como L.Prêmio, férias, abonos, cesta alimentação etc. incorporadas. Na época foi aprovado como teto para os Dirigentes estatutários o maior valor do salário de funcionário celetista na ativa e nunca foi implantado. Isto é irregular. A PREVIC, como Órgão fiscalizador já determinou a correção da irregularidade. O Banco e a PREVI insistem em não cumprir, desafiando a LEI.
Abraço,
Carvalho

Anônimo disse...

SÓ MÁS NOTÍCIAS (ONLY BAD NEWS)
O link abaixo nos mostra a resposta lacônica da PREVI às propostas da nossa Novembrada, demonstrando claramente o descaso dado aos aposentados e pensionistas do nosso PB1.
Não divulgamos antes para não azedar ainda mais o nosso final de ano. Nenhuma das nossas propostas logrou êxito.
Como estamos sendo manipulados pelo BB e pelo Poder Central, através de uma diretoria composta em sua totalidade, sem exceções, de "paus-mandados", não nos resta outra alternativa senão demandar junto ao Poder Central (leia-se Brasília) possíveis mudanças de atitudes com relação ao nosso fundo de pensão. Outra saída é buscar o judiciário ou o Ministério Público. #oremos

http://www.anaplab.com.br/jornalasas/Resposta%20

Luis-BH disse...

Absurdo!
Lembro muito bem da palestra na Gepes Belo Horizonte, acho que em 2007, na qual o Sasseron disse que não havia mais necessidade de pagarmos contribuições até o final do Plano 1.
A Previ insistiu na exposição em renda variável além do permitido. Em todos os relatórios anuais de 2000 até 2012 ela mesma cita os "termos de ajustamento" para diminuir esses investimentos excessivos, os tais "desenquadramentos"
Dividiu com o Banco metade do último superávit, extrapolando a Lei 109/2001, que não prevê essa divisão e que determina o LIMITE da reserva de contingência em 25%.
Individualmente ou em associação temos que enquadrar essa diretoria da Previ. A Lei tem que prevalecer.

Anônimo disse...

Agora estou entendendo porque a novembrada não deu em nada.
Até que foi meio comico o desenrolar da reunião, pelo vídeos primeiros, não os editados.
Agora entendi porque eles não concordaram com reunião com o pessoal do Marcos Cordeiro.

Mais um aposentado em desepero disse...

Período de distribuição de superávits chega ao fim

Prezada Diretoria da PREVI,

Após sete anos recebendo o que se tem por direito o Benefício Especial Temporário (BET), que deveria chamar BENEFÍCIO DE DIREITO PERMANENTE, valor que já foi incorporado ao orçamento pelo passar do tempo, que esta mega superavitária empresa ora suspende alegando estar afetada pela conjuntura atual do mercado, imagina nós reles mortais que dependemos de nosso parco dinheirinho da aposentadoria, que já foi paga durante anos de muito serviço, com muito suor e muito suor mesmo, pois nos tempos de outrora que não tinha ponto eletrônico, nem a tecnologia de hoje, não tínhamos hora para entrarmos nem sairmos do Agência, por vezes atravessava noite até madrugada, trabalho manual, acertos em contabilidade, conciliação de DEB, poupança, RDB, financiamentos rurais, entre outros. A aposentadoria que recebemos nada mais é que um benefício pré pago.
E ainda teremos que diminuir de nossa parca aposentadoria a cobrança de contribuições, a título de que nós aposentados temos que contribuir?
Passamos a vida toda contribuindo para quando na hora de descanso/aposentadoria termos conforto, tranquilidade.
E como vamos sobreviver neste contexto econômico tão conturbado?
Vejo que ao final das contas, após longos anos de contribuição, teremos agora que nos auto pagar.
Com tanta abusividade exposta na mídia, pergunto será que este país é mesmo um país sem lei?
Em tempo pergunto, os acidentados no trabalho, lesados no labor, machucados pelo serviço que não podem exercer mais suas funções nem outras, os que tiveram toda uma expectativa de trabalho interrompida pela dedicação à empresa também terão que arcar com este desfalque em suas aposentadorias?