quarta-feira, 4 de junho de 2014

PREVI - POSSE E TRABALHO


A posse da Diretoria e dos Conselheiros da PREVI ocorreu dia 2 de junho. Sem muitas autoridades, não foi concorrida como antes. Um Vice Presidente do Banco, Conselheiro Deliberativo da PREVI, representou os Presidentes do Banco e do Conselho Deliberativo. Os destaques foram para os que estavam saindo. Os eleitos foram representados pela Diretora Cecilia Garcez, com discurso firme, condizente com o nosso programa de campanha. Em nome da chapa, agradeceu a todos, em especial, aos aposentados, na pessoa de Jose BEZERRA Rodrigues, que saiu do seu aconchego de Salvador para nos brindar pessoalmente. As pensionistas foram agradecidas em nome de Rosalina de Souza, mesmo estando ausente.

A eleição acabou. Agora eleito, continuarei lutando a favor dos 200 mil participantes. Aceito a participação e sugestões de todos. Nossa vitória foi explorada politicamente, uma pena!. Não fui procurado pela imprensa. Diria somente isto: “Não temos vínculos políticos com partidos, sindicatos, associações e nem com pessoas. Nosso compromisso é com os participantes. Não abrirei mão dos meus princípios e propósitos. Honrarei os votos a mim confiados. Sou associativista. Não sou, nunca fui e nem pretendo ser filiado a partidos. Nada contra os que militam nesta área”.

Encontrei velhos amigos e muitos apoiadores. Compartilhei, até meia noite, programas de campanha e sonhos com o bravo BEZERRA, acompanhado de Agenor Santos, de Salvador, Reginaldo Fonseca, de Santos e do Conselheiro fiscal, Williams Silva. Naquela mesa, teoricamente, resolvemos todos os nossos problemas. Foi gratificante. Aprendi muito. O barulho da chuva, um gole de cerveja ou de campari, nos inspiravam. Agradeço a todos os apoiadores, presentes e ausentes e a todos que lutaram por esta vitória. Aos que não me apoiaram, dispensarei igual tratamento.

O dia 4 foi de muito trabalho. Conheci as estruturas, os executivos, projetos e as realizações da PREVI. Indaguei sobre os temas que temos compartilhado. Reforcei a necessidade de se criar alternativas para amenizar a situação dos participantes que será agravada com o reinicio da cobrança dos empréstimos. Novas prorrogações não será a solução.

Assinei documentos e compromissos de sigilos e responsabilidades, próprios de quem assume um Conselho do porte da PREVI. Recebi mais de 5 quilos de papel, com normas, leis, regulamentos, regimentos, etc. Deverei cumprir e lutar para eventuais mudanças. A primeira reunião do Conselho Deliberativo está prevista para o final de junho.

Finalmente, destaco que, antes da posse, respondi milhares de e-mails. Hoje, ainda tenho um estoque com mais de 3 mil pendentes. Pretendo responder a todos, como sempre fiz, exceto os provocativos, impositivos e desagregadores. Não mudarei em nada. Sugiro intensificar o uso do BLOG DO CARVALHO: www.ajccarvalho.com.br.  As pergunta, sugestões e respostas serão socializadas. Recomendável usar o site de nossa chapa: www.previlivre.com.br/
Mais uma vez agradeço a todos, com um abraço,

Antonio J. CARVALHO

 

32 comentários:

jurandir waltrich disse...

Caro Carvalho!

Nós aqui de Balneario Camboriú, estamos contigo nesta empreitada,
conte conosco para sugestões, fi-
ca aqui nosso agradecimento pelos
teus propósitos de nunca mudar os
teus ideais de que a Previ é dos
associados e não de um grupo, que
tenhas muito sucesso!
Abraços!
Jurandir Waltrich

Helcio Barros Mattos disse...

Parabéns pela vitória da chapa 3.
A grande questão agora é o retorno do Bet.Podemos contar com vcs?

Rosalina de Souza disse...

Prezado Colega Carvalho,

A questão que mais tem levantado aflição ao nossos aposentados e especialmente as nossas sofridas pensionistas é a volta das prestações do Empréstimo Simples.

No passado o Sr.William Bento usou das suas prerrogativas como Conselheiro Deliberativo,e registrou o pedido de antecipação por parte da Diretoria de Seguridade dos Estudos de Viabilidade do ES.

Como prova de que muitos dos nossos colegas estão atravessando serias dificuldades financeiras, foi que mais de 24 mil mutuários suspenderam os descontos das parcelas do Empréstimo Simples em Janeiro/Fevereiro e Março, logo depois de estudos muitos desistiram de suspender por mais três meses Abril/Maio e Junho,porque o mutuário ficaria 24 meses sem poder renovar o ES, pois teria margem negativa e saldo superior ao permitido para renovações.

a) Também tem que exigir da Diretoria de Seguridade, o fim desta tabela hipócrita que penaliza o aposentado ou a Pensionista com maior idade, através do método 170. idade + números de parcelas.

Se for necessário que faça o aumento do FQM,

Esta é na minha humilde opinião a maior aflição do momento,pois esta é a última folha de pagamento com a suspensão da cobrança do ES.

Não é pedir de mais, pois o nosso nobre colega sempre soube desta aflição, e sempre compartilhou dela,mesmo antes de eleito.

O ES-180X180 seria o TETO, seria o final desta novela com final feliz e com renovações a cada 12 meses.

A partir da sua implantação, seria o começo da melhoria da qualidade de vida dos aposentados e pensionistas que estão em péssimas condições financeiras, e com a diferença da contratação muitos empréstimos seriam liquidados com a melhora do liquido do contra cheque.

É uma das muitas alternativas, que sera canalizada para o nosso brilhante Colega.

Mais uma vez, grata pela lembrança em meu nome e das minhas colegas Pensionistas.

Saudações Cordiais

Rosalina de Souza
Pensionista
Matricula 18.161.320-4

Ricardo Aragão disse...

Parabéns Carvalho!

Minha mãe (pensionista) ficou muito feliz pela vitória e está muito confiante no bom trabalho que essa nova diretoria fará.

Valeu!

Barreto disse...

http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=540991

informação sobre projeto do berzoini

RENATO AUGUSTO PEREIRA SILVA AUGUSTO disse...

Ilustre Sr.Diretor ANTONIO CARVALHO:



Concordo plenamente com a Sra. ROSALINA. Por quê não nos conceder um valor (R$ 170 ou 180 mil), com o qual, ao menos, DE UMA SÓ VEZ, para aqueles que estiverem nessa situação, possamos pagar nossas dívidas que mais incomodam (mercado paralelo e/ou financeiras). Um dia desses, inadvertidamente deixei meu CONSIGNADÃO (contracheque)exposto à curiosidade alheia. Um familiar me inquiriu por quê eu devia R$ 130 mil de ES? Respondi-lhe que FOI DE ESMOLA EM ESMOLA, DE MIGALHA EM MIGALHA, que cheguei aonde cheguei...


José Medeiros Prudencio disse...

Já o felicitei por e-mail e continuo sendo solidário com todas as suas metas descritas as quais sempre me achava sem condições de externar os meus anseios quanto as nossas necessecidades de aposentados, que, depois de trabalhar uma vida ter que mendigar os direitos a nós devidos. "Estou com você e não abro".Abrçs...Prudencio

Anônimo disse...

Parabéns chapa 3! Parabéns colega Carvalho pelo seu trabalho! Sucesso à nova equipe. Conte com a gente. Um grande abraço Carlos C Nakao 1798100-X

Anônimo disse...

ES 180 X 180. Continuidade da suspensão até implantação.
É esse o clamor dos beneficiários.

Zé Furtado

Anônimo disse...

Não esperava afirmação diversa daquela feita por você, caro colega Carvalho:
"Agora eleito, continuarei lutando a favor dos 200 mil participantes."
Sim, você é NOSSO representante, legalmente eleito, e de você só esperamos ações praticadas por um homem de bem.

Anônimo disse...

Carvalho,

Sua primeira postagem após a posse. Gostei do que li, sua postura e a ratificação dos compromissos assumidos durante a campanha.

Repito o que disse em comentários anteriores nos blogs do Medeiros e do Ari. Nestas eleições, vocês se firmaram como novas lideranças dos aposentados e pensionistas.

Os embates na PREVI serão pesados, os algozes certamente persistirão nas suas(deles) práticas usuais e conhecidas.

Estou consciente de que a alçada de decisão de vocês na PREVI ainda é limitada, ainda não temos os votos necessários nem para um eventual empate. Não podemos contar com o apoio do outro eleito (Seguridade) há dois anos (não gosto de falar o nome dele).

E por que repito tudo isso já falado nos outros blogs...?

Bem..., é quê, consolidada essa liderança de vocês e diante da necessidade de eventual apoio dos aposentados, basta nos convocar, iremos todos para a PORTA da PREVI gritar, protestar e juntar forças com vocês.

Esteja certo, estaremos com vocês ao primeiro chamamento.

É o que eu queria dizer.
Lydio

Anônimo disse...

Os colegas da chapa “3” foram eleitos justamente porque mereceram da maioria dos votantes a confiança de que seriam seus legítimos representantes e atuariam de acordo com as expectativas que neles foram depositadas. “Nosso compromisso é com os participantes. Não abrirei mão dos meus princípios e propósitos. Honrarei os votos a mim confiados”. Diante do que Você afirmou penso que não foi das mais felizes a sua declaração de que devem ser criadas alternativas para amenizar a situação dos participantes que será agravada com o reinicio da cobrança dos empréstimos. Novas prorrogações não será a solução. Ainda há tempo para consertar essa sua falha.

Raimundo Wilson disse...

Este texto foi enviado para o e-mail que recebeu sua comunicação:“Não temos vínculos políticos com partidos, sindicatos, associações e nem com pessoas. Nosso compromisso é com os participantes. Não abrirei mão dos meus princípios e propósitos. Honrarei os votos a mim confiados. Sou associativista. Não sou, nunca fui e nem pretendo ser filiado a partidos. Nada contra os que militam nesta área”.


Devo dizer que essas afirmações me assustam, porque a sua chapa só venceu por causa da credibilidade de seu nome, meu caro Carvalho. Não tenho a menor dúvida. E teria mais uns 20% de votantes, se não fosse o nome de Cecília Garcez, justamente a que falou em seu nome. Disso também não tenho a menor dúvida.

Se há uma coisa que não gosto é dos velhos chavões do tipo "não suporto política, mas voto em Maluf, em Fernando Henrique, em Sarney, não gosto de sindicatos", etc. etc.

Espero não me decepcionar. A desgraceira que Lula e Dilma aprontaram na PREVI era de se esperar, já que fizeram acordos com o lixo do PMDB. E estão na mira de Fernando Collor de Merda, Renan Culheiros das Alagoas e Zé Sarnento do Maranhão.

Espero mais: que você não faça acordo com o tucanato que volta agora à PREVI. Não conseguiram fechar a PREVI na época de FHC e Ricardo Sérgio de Oliveira, que. aliás, continuam soltos.

A Central Tucana implantada na ANABB continua ativa.

O tempo dirá. Quem viver, verá.

Que você tem capacidade de fazer, eu não tenho dúvida. A favor ou contra nós, os aposentados.

Mas ainda não sei de que lado está. Desculpe-me a franqueza, mas o filme é velho. Reprise mal cuidada.

Não gosto de política, de partidos, etc. Mas somos dirigidos por eles, queiramos ou não, e isso não vai mudar.

Lamento o seu texto infeliz, as cervejas e camparis que voltam à cena, com a PREVI sendo discutida na mesa de bar, como faziam Zélia e seu namorado Bernardo Cabral, trocando carícias por baixo da mesa. Remember 1989.

Anônimo disse...

De que modo um recém empossado vai fazer mudanças estruturais? É preciso um pouco de compreensão e dar tempo para que sejam desenvolvidas tratativas para convencimento dos demais dirigentes. Todos sabíamos que a simples posse dos integrantes da chapa 3 pouco mudaria a atitude da PREVI a curto prazo. Mas, os eleitos lá estão e, como o colega Carvalho, com certeza batalharão pelas melhores alternativas em favor dos participantes.

Cláudio Almeida disse...


Carvalho,

Nunca postei em seu blog.

Mas, dizer que a suspensão das prestações do ES não é solução causou-me um mal-estar.

Seis meses de suspensão foi a solução para 24.000 participantes, que aguardam nova suspensão por mais 6 meses.

A suspensão de janeiro a junho/14 foi concedida pela Diretoria Executiva anterior. Com dois novos diretores da chapa 3 se não conseguirem nova suspensão vamos ficar frustados.

A que vieram?

Questões como BET, contribuições, 100%, melhora de benefícios, que "são soluções", podem demorar anos aguardando autorização da Sest, do BB, da Previc, do MF.

Abraços

Antonio Carvalho disse...

Sr. Raimundo:
Jamais o cargo de Conselheiro da PREVI irá me privar de minha vida social, saudável, em companhia de colegas e amigos e familiares. Não saber de que lado eu estou é no mínimo desconhecer a luta que venho travando há mais de 5 anos contra a resolução 26/2008 que tanto nos tem prejudicado pela implantação do teto de benefícios dos estatutários. Então, para a sua clareza, reafirmo que estou do lado dos participantes, ativos, aposentados e pensionistas.
Com relação a nova suspensão das prestações dos empréstimos simples, preocupa-me, sim, pois, não vai demorar e ficará inviável o seu pagamento. É recomendável que se busque outra alternativa mais viável. Este assunto é conduzido pela Diretoria de Seguridade. Lutaremos por uma saída mais confortável.
Carvalho.

Anônimo disse...

Prezado Colega Carvalho,

O estrangulamento da folha de pagamento da Previ é realidade.

A questão do ES- é muito fácil de resolver:

É ALONGAR O PRAZO.

É ALONGAR O PRAZO.

É ALONGAR O PRAZO.

Esta é a única solução viável.

E só tem um caminho, para esta solução, encaminhar já na próxima reunião do CD, um acordo com os conselheiros, para em tempo record, forçar a Diretoria de Seguridade e seus técnicos a liberar o ES-180X180.

O resto é chover no molhado.

Anônimo disse...

CARVALHO.

Penso que a melhor maneira de esfriar os ânimos é modificar logo o ES.

Porque esperar até NOVEMBRO/14.

Se este é o maior problema imediato.

a) quem não tem es contratado, é porque tem credito, na Previ, no BB, na Cooperforte etc...

b) quem esta devendo o ES, deve o BB, deve Cooperforte e muitos outros.

É fácil de por o Marcel no seu devido lugar.

Peça a ele uma planilha de todos os repasses mensais.

a) COOPERFORTE
b) CREDISCOOP
C) POUPEX
D) ES-PREVI
E) CARIM

Peça a ele esse relatório e vai ficar sabendo, quanto milhões é sequestrado do benefício, direito na fonte.

Ai vai ter muito mais base, para fazer seu pedido junto a DISEG.

Estamos de olho.

Anônimo disse...

Carvalho,

Você deve estar percebendo que a grande maioria dos associados estão com a corda no pescoço, com dívidas contraídas graças ao famigerado ES. Entendo que a solução que muitos sugerem(prorrogação e aumento do teto do ES), não contribui para a solução do problema. Acredito que no curto prazo a implantação do teto de benefícios, a revisão dos valores de quem está ganhando graças a esse absurdo que foi o acerto no superávit anteriores, onde poucos estão ganhando verdadeiras fabulas em detrimento da maioria e por aí vai. É preciso que todos entendam que o momento é muito difícil, principalmente para áqueles que não chegam a ganhar R$ 2.000,00/mes de benefício e alguns, ganhando valores superiores a R$ 30 mil. Posso estar enganado, mas esta é a minha opinião.

paulorony disse...

Parabéns pela eleição e desejo todo sucesso na condução da nossa Previ.

Anônimo disse...

Prezado SR.CARVALHO.Pelo amor de Deus não fale uma coisa dessa, Sei que precisamos de soluções mais viaveis, porém elas não serão implantadas de imediato. Meus Deus julh vem ai. Como vamos ficar até que estudem soluções mais viaveis?Queremos a prorrogaão da suspenção do emprestimo simples, até que se encontre essa solução mais viavel.Não mude o discurso. precisamos de sua ajuda. Julho vem ai.Como acha que vamos sobreviver, até que se ache uma solução melhor para os aposentados e pensionistas, que votaram na chapa três, e que estavam cheio de esperanças.

Marco Orlando disse...

Caro Carvalho,
Mandei um e-mail para voce na semana passada e por lapso, iniciei com prezado Medeiros, ao invés de Carvalho. Peço-lhe desculpas, pois tinha acabado de responder a um e-mail do Medeiros.
Gostaria muito de ter ficado com vocês, principalmente com o Bezerra na noite da posse, mas como estava impedido de ingerir um chopp ou Campari, fica para outra oportunidade.
Desejo que você tenha bastante sucesso e sorte em sua gestão.
Sorte, porque você é competente e ela está sempre ao lado dos competentes.
Marco Antonio Orlando

fernando disse...

Amigo Carvalho, se um mago aparece e me oferecesse fazer tres pedidos, seriam -
FIM DA PARCELA PREVI.
TETO DE BENEFÍCIOS DA PREVI-URGENTE
FIM DA CONTRUIBUIÇÃO A PREVI, PARA QUEM COMPLETOU 360 CONTRIBUIÇÕES.

Sucesso nessa empreitada e parabens pela brilhante vitória.

fernando disse...

Amigo Carvalho, se um mago aparece e me oferecesse fazer tres pedidos, seriam -
FIM DA PARCELA PREVI.
TETO DE BENEFÍCIOS DA PREVI-URGENTE
FIM DA CONTRUIBUIÇÃO A PREVI, PARA QUEM COMPLETOU 360 CONTRIBUIÇÕES.

Sucesso nessa empreitada e parabens pela brilhante vitória.

Anônimo disse...

Conselheiro Sr.Carvalho,

Vale lembrar que o Artigo 34 da Resolução 3.792 do Conselho Monetário Nacional determina que os encargos financeiros das operações com participantes devem ser superiores à taxa mínima atuarial, acrescidos os encargos referentes à administração das operações.

Isso significa que a taxa de empréstimo dos fundos de pensão devem cobrir todas as despesas administrativas e serem suficientes para bater as metas de rendimento anual.

Em outras palavras, é um investimento seguro e que traz bastante retorno financeiro, se comparado a outras opções de investimentos de baixo risco disponíveis no mercado.

Então vamos aprovar o ES-PREVI 180X180.

É uma questão de supra importância aos Blogueiros da chapa 3.

Promessas de campanha da chapa 3.

Anônimo disse...

Carvalho, se confiamos em você como nosso representante, temos que confiar que medidas melhores que a suspensão das parcelas do ES, você tem a nos oferecer.Lembro-me que quando a Previ anunciou que deixaria de pagar o BET, você propôs a liberação de novo empréstimo,através da PREVI, sem que se levasse em conta a margem consignável.Acredito que um novo empréstimo,com prazo de 120 meses,seria a solução para muitos aposentados, assim como eu, alongar as dívidas que possuem de curto prazo com o BB/COOPERFORTE/CARIM/DEMAIS.O empréstimo seria apenas para regularização de dívidas existentes.Aguardamos por medidas tempestivas.Obrigada e boa gestão a vc e a todos os eleitos.

Antonio Carvalho disse...

Prezados:
Sabemos das angústias de muitos colega advindas da suspensão do BET e volta do pagamento das contribuições que estavam suspensas desde de 2007. Agora em julho está prevista retomada do pagamento das prestações dos empréstimos simples, suspensas desde de janeiro de 2014.
Adianto que a primeira reunião do Conselho que irei participar será no final de junho. Como é sabido e sempre divulguei na campanha, a gestão é compartilhada.
Nada obstante, estamos nos movimentando.
Abraço,
Carvalho.

Anônimo disse...

Carvalho,já que a reunião é só para o final de junho então suspenda a cobrança dos emprestimos por mais tres meses até que apareça a solução mais viável. Estamos confiantes na chapa que votamos. Obrigada pela atenção

Anônimo disse...

Carvalho, nos dê alguma notícia, a reunião foi hoje ou por favor suspenda o empréstimo...estamos angustiados demais.

Anônimo disse...

E o ES???

Anônimo disse...

Como assim Carvalho: "não foi possível" ?????? Estamos confiantes na Chapa em que votamos...verifique com mais atenção...

Anônimo disse...

Por favor Carvalho lhe peço, suspenda o empréstimo simples por mais 3 meses, caso contrário nem sei como vai ser nossa situação. Muito obrigada pela sua atenção. É desesperador.