domingo, 3 de agosto de 2014

INFORMES CURTOS


 1 - Empréstimo Simples: Continua repercutindo as mudanças dos parâmetros para renovação, com valores e prazos alterados. Registramos no Conselho Deliberativo a sugestão já enviada à Diretoria de Seguridade, no sentido de viabilizar composição do saldo, reduzindo a prestação e elevando o prazo para todos que desejassem, em especial os que não possuem margem consignável. Continuaremos acompanhando e no aguardo do retorno da Diretoria.

2 – Teto de Benefícios para Estatutários: Aprovado em 2008, ainda não foi implantado. A PREVIC determinou o cumprimento em junho de 2013. O Banco discorda da implantação. Em dezembro de 2013 houve entendimento para assinatura do TAC – Termo de Ajuste de Conduta - entre a PREVI, Banco e PREVIC. O processo se encontra nos Ministérios. Continuamos no aguardo de solução.

3 – Circularam na imprensa informações sobre a saúde dos fundos de pensão com rentabilidade abaixo do atuarial. Na PREVI a rentabilidade que foi baixa no primeiro semestre de 2014, afetada pela renda variável, apresenta melhoras a partir de junho. A reserva de contingência ainda continua abaixo dos 25% da reserva matemática. Em decorrência, não existem reservas especiais. Vamos aguardar o resultado em dezembro. Vai depender muito da bolsa de valores.

4 – A exemplo de anos anteriores, no dia 8 de julho, na AABB de Balneário Camboriu, haverá encontro promovido pelas AFABBs do Sul (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, Itapema e Joinvile). Da PREVI, estarei presente, além, de Medeiros e Ari Zanella e dos Diretores Marcel Juviniano e Cecilia Garcez. Da CASSI, estará presente a Diretora Mirian Fochi. Será uma oportunidade para compartilhar informações, esclarecimentos  e debates. Para quem puder é recomendável o comparecimento, em especial os que residem em locais mais próximos do evento.

5 – Dia 12 de agosto, na AABB de Salvador, participarei de encontro promovido pela AFABB, a convite do Presidente Pedro Paim. Será uma oportunidade para compartilhar informações.
Abraço,
Antônio J. CARVALHO

32 comentários:

rafael campagnoli disse...

Não sei se é bom ou ruim, mas o nome do Senador José Pimentel, nosso algoz, lider do PT e do Governo no Senado, o que promulgou a Resolução 26, apareceu negativamente em destaque na edição da Revista Veja deste final de semana, e igualmente no Jornal Nacional Bom Dia Brasil, da Globo, hoje de manhã. Será que tudo isso terá peso para quebrar o orgulho dele, em nosso benefício? Ele exala muito poder, principalmente contra nós que ajudamos a elegê-lo nos cargos públicos que tem ocupado.

Pedro disse...

Cecília, Carvalho e Medeiros,

Sugestão SOS/PREVI - Sem incidência na Margem Consignável.

CONCESSÃO DE ADIANTAMENTO EMERGENCIAL (CAE),

Teto: Somatório dos valores da suspensão das prestações do ES de janeiro a junho, arredondas (Ex. 1.200,00 X 6 = 7.200,00, valor do CAE 7.000.00),

Prazo: O mesmo do ES, para todas faixas de idade,

Encargos financeiros e demais condições: idênticos aos do ES.
Tudo seria aplicação de recursos da Previ, com retorno garantido.
É só uma questão de solidariedade e boa vontade.

Antonio Carvalho disse...

Cometi um equívoco:
O encontro das Associações em Balneário Camboriú será no dia 8 de agosto.
Carvalho

Anônimo disse...

Prezado Carvalho, agradeço imensamente a sua verdadeira preocupação com os colegas endividados, prova nas suas investidas e venho pedir-lhe ainda, levando um grave problema que me aflige e acredito a outros também, ao conhecimento da Diretora da CASSI Mírian Fochi, com meu pedido de estudar uma alternativa para solução do seguinte:
Com a suspensão do BET e cobrança das contribuições da PREVI e por já estar passando por dificuldades financeiras, me tornei irregular junto ao Plano Saúde Família que dei a continuidade para meus filhos ao completaram 24 anos, todos trabalham e estudam, mas tem renda baixa e porisso não conseguem pagar o plano sem a minha ajuda, pediria estender mais o prazo de cancelamento do plano , apenas até passar essa fase de dificuldades , assim espero e agradeço.

Anônimo disse...

SOS-PREVI, cfe sugestão do Pedro. Por favor...é o mais correto no momento e é URGENTE.

fermando disse...

Amigo Carvalho, antes do comunicado do corte do BET e a volta das contribuições, vi muitas postagens de colegas e blogueiros, em que se a bolsa de valores chegassem a 56.000, com esse nível, seria o suficiente para mantermos o BET. E agora, veremos, como fica;

Anônimo disse...

Carvalho,a voz dos endividados é uníssona em solicitar um alongamento da dívida por 180 meses e carência de 6 meses.Nada, além disso, vai nos tirar desse estágio de endividamento em que nos encontramos.Acho que esta também é a proposta da AAFBB RS,enviada à PREVI, através Dr. Medeiros.Adote esta idéia também,Sr.Carvalho.Nos auxilie desta forma.Também não gostaríamos que suspendessem novos créditos para quem da composição se valesse.Que nos dessem um prazo de 02 anos para obtenção de um novo empréstimo, mesmo porquê,acreditamos na melhoria de nossos benefícios no decorrer deste prazo, capacitando-nos então contratarmos nova operação.Oxalá, nem precisemos,mesmo.Se providências deste porte não forem objeto de estudo/aceitas, vejo que a volta ao mercado de trabalho será minha única saída.Será que tenho chance aos 58 anos??Obrigada por mais esta chance de posicionar-me.

Carlos-RIo Pardo(RS) disse...

Sr. Carvalho - Creio ser a primeira vez que escrevo em seu blog, mas não podia de elogiar/agradecer a iniciativa de insistir em uma nova mudança no ES. Eu faço parte dos que não foram privilegiados com as pequenas mudanças no novo ES. Independente de resultado nulo ou positivo, creio ser muito válido a tentativa e parabenizo todos vocês da chapa 3. Sempre acho que a FÉ é a última que morre.
Abr.a todos
Carlos-Rio Pardo(RS)

Barreto disse...

Carvalho - confirmo presença no encontro em salvador-ba - na aabb
para maiores informações.

antonio barreto
alagoinhas-ba

Anônimo disse...

Carvalho, compartilho os apelos do colega anônimo do dia 04 as 20:23, também tenho 58 anos e muitas dívidas, preciso um pouco de Paz(nesta vida).

Anônimo disse...

COLEGAS

EVOLUÇÃO DO VP 036 (VENCIMENTO PADRÃO) – BANCO DO BRASIL - DE 1999 a 2014, OU O QUE FOR POSSÍVEL CONSEGUIR.COM URGÊNCIA.

Caso alguém possa ajudar-me, eu postarei meu email e antecipadamente agradeço.
Abs.

Anônimo disse...

Prezado Carvalho,
Volto a perguntar sobre o PAS, direito ligado a `saúde, que poderia ser abordado no encontro dia 08-08-14 com a diretora da CASSI, no sentido de ajuda aos INVÁLIDOS e DOENTES, bem como as PENSIONISTAS, o PAS é ainda um DIREITO ligado á Saúde e à Assistência Social, podendo ser analisado à luz das normas referente à Seguridade Social.Falo do PAS-Desequilíbrio Financeiro aquele que é permitido aos colegas da ativa (falta isonomia), somos igualmente contribuintes, ou será que o PAS é tabu porque não gera lucro?

Antonio Carvalho disse...

Colegas:
Agradeço a todos que fizeram comentários e apresentaram sugestões:
- Pedro: (4/08 - 4.38 hs):
Já pensamos nesta hipótese do adiantamento. É caracterizado como novo empréstimo. Precisa de alteração do Regulamento que é burocrático e demorado.
- Anônimo: (04/08 - 8.06 hs)
A seu pedido, vou apresentar sua sugestão à Diretora Mirian, na reunião de Balneário dia 8 de agosto. Sugiro que Você formalize e envie para a CASSI.
- Fernando: (4/08 - 13.42 hs):
O saldo do BET voltou para a PREVI dia 31/12/2013 para cobrir reservas de contingência e não terá mais retorno. Foi comentado na época que a Bolsa aos 56.000 pontos poderia melhorar a rentabilidade da PREVI, criando reservas especiais para a continuação do BET. Quando for apresentada nova reserva especial o uso voltará a ser discutido. A apuração ocorre no final do exercício. Após 3 anos consecutivos de reservas o plano é obrigado a revisar benefícios. Mas a lei 109/2001 não impede que seja revisto antes deste prazo, a critério do Banco e da PREVI.
- Anônimo: (4/08 - 20.23 hs):
Estamos no aguardo da análise/manifestação da Diretoria de Seguridade das sugestões que foram apresentadas, já do conhecimento do Conselho Deliberativo. Esclareço que havendo a composição, a sugestão que apresentei é de se permitir novo empréstimo quando da existência de margem, com a simultânea liquidação da composição.
Abraço a todos,
Carvalho.

Roberto Martines 8670089-8 disse...

Carvalho por favor me responda já entrei em contato com voce duas vezes. Rio Brilhante MS

Antonio Carvalho disse...

Prezado Roberto:
Gentileza informar qual foi o assunto e se foi por e-mail, pois, ainda tenho centenas de mensagens represadas.
Terei o maior prazer em responder.
Abraço,
Carvalho.

Valdevino disse...

Colegas do Blog,
Se não estou enganado, no site do BB, na opção crédito, existe uma nova opção que passo a descrever:
Acessar sua C/C BB via internet > Opção “Mais Transações” >Crédito >
Contrato de CDC
• Adesão
• Clausulas Gerais
• Parcelamento-contratação/simulação.

Mesma opção existe em “Cheque Especial”.
Gostaria de ver a opinião de colegas, uma vez que pode ser o início de uma implantação de possibilidade de Parcelamento de CDC. Tomara que eu esteja certo.
Se eu estiver errado, peço desculpas a todos.
Valdevino

Anônimo disse...

Caro Carvalho, a única coisa que ajudaria deveras todos os aposentados e pensionistas seria a fórmula 180/180 e ficaríamos um ano sem renovação. A situação de muitos é periclitante. Se o dinheiro é nosso e tem alicerce para ser emprestado, não vejo como não liberar isso. Todos querem é o dinheiro agora para respirar um pouco mais. Daí em diante, vcs que foram eleitos por uma grande parte vão realmente tentar por em prática as melhorias para as nossas aposentadorias que de há muito está defasada, daí essa crise sem precedentes. Tenho dito e espero que em BC tenhamos boas notícias.

Anônimo disse...

Sr. Carvalho,
Com o devido respeito, mas encaminhei-lhe um email sôbre correspondência que lhe enviei, através da Previ em 02/06/14, cujo AR encaminhei-lhe uma cópia e ainda não obtive sua resposta.
Por favor estou-lhe aguardando sua manifestação via e-mail.
Abs.
Celso Bernardes
Formiga-MG

Marco Orlando disse...

Prezado Carvalho,
O Medeiros acaba de postar em seu blog, que foi usado o "voto de Minerva" para aprovar o Bônus para os executivos da PREVI, ou seja, eles receberão uma fortuna a cada exercício.
Precisamos agora, mais do que nunca, demonstrar nossa indignação e partir para o protesto DENTRO da PREVI e denunciar para a mídia tal afronta aos associados/participantes/assistidos.
Como diria o Bóris Casoy: Isto é uma vergonha.
Marco Antonio Orlando

Marco Orlando disse...

Carvalho,
Complementando a notícia dada pelo meu grande amigo Valdevino, informo que no site da COOPERFORTE também existe a opção de se obter o contrato padrão dos empréstimos, da mesma forma se procede no site da PREVI.
Um grande abraço e um ótimo fim de semana.
Marco Antonio Orlando

REINALDO VERTAMATTI disse...

Carvalho,
Para ajudar os que recebem benefícios menores na PREVI, poderia se pensar em taxa de contribuição para a PREVI progressiva. Ou seja, haveria uma faixa de isenção, como ocorre com o imposto de renda. Quem ganha mais, pagaria taxas maiores, de modo que a PREVI não perderia arrecadação.

Anônimo disse...

Gigante Dr Medeiros, Cecília, Ari e outros.
Todos lêem seu blog.
O fato é que precisamos tomar atitudes mais radicais. Pelo voto não dá. O minerva derruba tudo. Estamos em época de eleição. Quais seriam? Para mim, pedir apoio da oposição. Não falo em Associações e Sindicatos, porque se venderam.
Vamos a porta da PREVI, o MAIOR fundo da América.
Vamos abrir uma conta, para cada assistido depositar o que poder. Dai, um grupo de pessoas vão acampar na porta do prédio. Só assim, talvez, consigamos alguma coisa.
Pt Saudações

Anônimo disse...

Prezados,
É como se estivéssemos assistindo uma partida de futebol com o resultado já conhecido.
Durante o jogo da “Previ” os argumentos são colocados com veemência tentando convencer os demais!! Piada!! Não há argumento que mude um voto de “cabresto” .
A ironia dos 3 “milionários” da Previ é humilhante. É como se dissessem, podem votar a favor que não irão ganhar! Somos 4 (3 diretores e o votinho de minerva).
Não discutem nossos interesses, discutem quem vai ganhar (BB x assistidos).
É como se eu jogasse na mega-sena conhecendo antecipadamente os números que irão ser sorteados. É como se eu fosse intimado a depor em uma CPI e já tivesse conhecimento das perguntas e respostas repassadas pelo “delator”, desculpem, “relator”.
Srs. Diretores eleitos pelos assistidos, não é frustrante ir a uma reunião para defender interesses já sabendo que serão derrotados?. Vocês se sentem bem ?
Respeitosamente, quando dizem “continuaremos lutando pela defesa dos assistidos”, é preciso que se tenha alguma esperança e não uma frase de impacto.

Goulart disse...

Caro colega aposentado Carvalho, fica claro que o comparecimento de funcis aposentados e pensionistas, na porta da Previ, é necessário, porem sem violencia, com atitudes de protesto (nariz de palhaço, cartazes, filmando, etc), pois somente assim é que conseguiremos pleitear alguma providencia. Muito honesta e sua atitude de votar contra este MÃO GRANDE aos cofres da Previ. Aposentado de Cambé-PR, torcendo que a manifestação em Rio de Janeiro na porta da Previ, ocorra. Goulart, aposentado excluido da negociação do ES. E a Reunião em Camboriu-SC, como foi? Por favor nos relate, obrigado.

Marco Orlando disse...



Carvalho,
Será que ninguém percebeu o verdadeiro GOLPE?

Estão os eleitos elaborando estudos e tentando de todas as formas colocar em votação as questão do TETO de salário dos diretores.
Então o que os INDICADOS fizeram:
Criaram esse MONSTRO do abono anual, que implica nada mais nada menos de OFICIALIZAR UM TETO DE R$ 90.000,00 que é igual ao valor máximo atual de R$ 45.000,00 x 2.
Agora tenho certeza de que eles (indicados) não irão se opor ao teto que vier a ser estabelecido; por exemplo se o teto estabelecido for R$ 35.000,00 na realidade eles receberão R$ 70.000,00 se o bônus for dividido por R$ 12 meses.
Quadrilha engenhosa essa!
JUSTIÇA e CADEIA neles por gestão temerária e apropriação indébita, pois não contribuíram para receber tal bônus (onde está a contribuição participante X Previ ?)
Marco Antonio Orlando

Anônimo disse...

Só se comenta sobre o ocorrido na reunião em BC a respeito do bonus. E o que mais? Será que existe a possibilidade da dilação de prazo do ES? Quem está com a corda no pescoço não pode esperar até as eleições e nem tem dinheiro para participar de qualquer manifestação na Previ.

Rosalina de Souza disse...

Diretor- Superintendente da Previc

CARLOS DE PAULA



Prezado Diretor, sou pensionista do maior fundo de pensão do Brasil o Previ dos funcionários do Banco do Brasil S/A.



Tivemos a informação de que o Conselho Deliberativo votou e aprovou com o voto de minerva, a criação de BÔNUS DE 12 SALÁRIOS para a Diretoria Executiva da Previ.

Significa dizer que nossos dirigentes vão passar a receber QUINHENTOS MIL REAIS por ano, retroagindo a 2011, cada diretor vai receber 2 MILHÕES DE REAIS, de uma entidade que não é banco, é sim um órgão criado para pagar aposentadorias e pensões, administrar nossos recursos e que acabou com o BET Benefício Especial Temporário, antes do previsto, alegando recompor as reservas, diminuiu nossos benefícios em 24% e agora aprova um bônus para toda a diretoria, isso é imoral, ilegal, e afronta esta autarquia fiscalizadora que não implementou até os dias de hoje o TETO NOS BENEFÍCIOS.

A Previ e o Patrocinador ficou de assinar uma TAC, mas nada foi feito até os dias de hoje e esta Diretoria esta brincando com a omissão da PREVIC e das autoridades fiscalizadoras.

Como conselheira Fiscal de uma associação de aposentados e como Pensionista da Previ, não aceito que uma DIRETORIA que cortou benefícios, possa agora aprovar uma propostas que coloca 6 diretores MILIONÁRIOS DA NOITE PARA O DIA, sem estudos do impacto que uma proposta destas possa afetar o caixa do nosso fundo de pensão, se todos os diretores eleitos votaram contra, e foi aprovado com o VOTO DE MINERVA.

Passo a solicitar à PREVIC,

INTERVENÇÃO NA PREVI.

Veja o texto legal da LC 109/2001.

DA INTERVENÇÃO E DA LIQUIDAÇÃO EXTRAJUDICIAL

Seção I

Da Intervenção

Art. 44. Para resguardar os direitos dos participantes e assistidos poderá ser decretada a intervenção na entidade de previdência complementar, desde que se verifique, isolada ou cumulativamente:

I - irregularidade ou insuficiência na constituição das RESERVAS técnicas, provisões e fundos, ou na sua cobertura por ativos garantidores;

II - aplicação dos recursos das RESERVAS técnicas, provisões e fundos de forma inadequada ou em desacordo com as normas expedidas pelos órgãos competentes;

III - descumprimento de disposições estatutárias ou de obrigações previstas nos regulamentos dos planos de benefícios, convênios de adesão ou contratos dos planos coletivos de que trata o inciso II do art. 26 desta Lei Complementar;

IV - situação econômico-financeira insuficiente à preservação da liquidez e solvência de cada um dos planos de benefícios e da entidade no conjunto de suas atividades;

V - situação atuarial desequilibrada;

VI - outras anormalidades definidas em regulamento.

Art. 45. A intervenção será decretada pelo prazo necessário ao exame da situação da entidade e encaminhamento de plano destinado à sua recuperação.

Parágrafo único. Dependerão de prévia e expressa autorização do órgão competente os atos do interventor que impliquem oneração ou disposição do patrimônio.

Art. 46. A intervenção cessará quando aprovado o plano de recuperação da entidade pelo órgão competente ou se decretada a sua liquidação extrajudicial.

A Previc aceitando e aprovando esta implantação aos Diretores da Previ é o mesmo que fixar o Teto de Benefícios do PB-1 da Previ em 90.000,00 ( Noventa Mil Reais).

Nós como participantes estamos nos sentindo como verdadeiros analfabetos funcionais, pois é inaceitável uma situação destas com nossos recursos, fere a nossa inteligencia e é imoral um proposta quando foi cortado benefícios em nome da austeridade em recompor a reserva de contingencia que hoje é de 25 das reservas matemáticas do PB-1.

Isso é caso de POLICIA, Ministério Publico, Direitos Humanos, se Previc não se manifestar com a intervenção IMEDIATA NA PREVI.

Fico no aguardo da Apuração dos FATOS e da Determinação LEGAL das medidas cabíveis,pois todos nós vamos nos mexer, no sentido de por MORAL DENTRO DA PREVI.

Atenciosamente


Rosalina de Souza
Pensionista da Previ
Matricula 18.161.320-4
Conselheira Fiscal da ANAPLAB

Rosalina de Souza disse...

Prezados Ari, Carvalho, Adaí, Edgardo, Juarez e Medeiros.

Só mantenham este utilíssimo trabalho de Vocês.

Estarão fazendo tanto bem sem olhar a quem.

Nunca tantos se beneficiaram tanto com tantas informações e respeito pelos participantes do PB-1 da Previ.

Deus os abençoe!

Feliz dias dos Pais, mesmo sabendo que muito pouco temos a comemorar, com Pais sufocados com o corte do BET e a volta das contribuições, com o ES TOTAL FLEX, falho e omisso.

Pais maravilhosos frequentadores destes BLOGS tão importantes na nossa vida, com informação e matérias sobre diversos temas, alguns por demais cabeludos como esse dos BÔNUS MEGA SENA DIRETORES DA PREVI.

Com a alma repleta de gratidão e alegria, agradeço a vocês por todos os ensinamentos e esclarecimentos!

Parabéns pela grande melhoria da informação aos aposentados e pensionistas da Previ, desejo-lhes muito sucesso e luz!

Feliz dias dos Pais aos nossos colegas Pais Identificados e os Pais anônimos, pois são vocês a força dos BLOGS e sem falar nos Seguidores que é o suporte para novos rumos e caminhos.

Obrigada por compartilharem tantas experiências, teorias e história!

Saudações Cordiais e Parabéns aos Papais e vovôs dos nosso mundo do Banco do Brasil S/A.

Rosalina de Souza
Pensionista

Anônimo disse...

colegas,
Vamos dar um "basta" nesta situação.
Chega de ficar "bajulando" diretores e conselheiros que nos transmitem frases de efeito e sem nenhuma medida prática.
Como um diretor posta que a reunião foi "espetacular" quando os únicos assuntos tratados (divulgados) foram as pérolas "bônus" e "cassi" ?
Será que o temor ao Marcel é tão grande.?
Respeitamos a todos e agradecemos até então. Quando tiverem alguma migalha APROVADA!!!!!! para nós que postem.

Antonio Carvalho disse...

Colegas:
Informamos que:
- Sobre o pagamento de Bônus a Diretores da PREVI aprovado com o voto de minerva e votos contrários dos conselheiros eleitos publicarei nota conjunta dos conselheiros eleitos com mais informações. Adianto que os Diretores eleitos da chapa 3 não se beneficiaram com esta decisão que se refere aos anos de 2011, 2012 e 2013.
- Sobre o empréstimo simples cobrei publicamente uma posição da Diretoria de seguridade no encontro de Balneario Camboriú, sobre o qual farei um resumo, oportunamente.
_Prezado Celso: Tenho muitos e-mails represados. Desculpe ainda não ter respondido. Fica difícil responder a todos no tempo e na hora, principalmente quando se trata de assuntos particulares. Gentileza reenviar para o meu e-mail. Estou em viagem até o fim da semana.

FRANCISCO JOSÉ DA SILVA NETO disse...

SR. CONSELHEIRO CARVALHO,
JÁ MANDEI VÁRIOS EMAILS,SEM NENHUMA RESPOSTA - 1.
JUNTO COM OUTROS COLEGAS IREMOS PROCURAR A REDAÇÃO DO JORNAL GLOBO, REVISTA VEJA E JORNAL DO BRASIL, PRA PEDIR APOIO E DENUNCIAR OS DESMANDO E DESCALABRO EM QUE OS CONSELHEIROS DA PREVI REPRESENTANTES/BB ROBSON ROCHA(PRESIDENTE-VOTO MINERVA)ALEXANDRE CORREIA ABREU,PAULO ROBERTO LOPES RICCI CARLOS EDUARDO LEAL NERI,EDUARDO CESAR PASA E CARLOS ARAUJO NETTO,QUE VOTARAM A FAVOR DO PAGAMENTO DE BONUS MILIONÁRIOS ATRASADOS AOS DIRETORES DA PREVI.ENQUANTO ISSO NÓS OS APOSENTADOS CONTINUAMOS CAINDO NO ABISMO DOS EMPRÉSTIMOS QUE A PREVI FAZ COM O NOSSO PRÓPRIO DINHEIRO.
SR. CARVALHO LOUVAMOS OS VOTOS CONTRÁRIOS SEU E DOS OUTROS CONSELHEIROS RAFAEL ZANON GUERRA DE ARAUJO, HAROLDO ROSARIO VIEIRA JOSE ULISSES DE OLIVEIRA, JOSÉ SOUZA DE JESUS E BERNARDO DE MEDEIROS NETO. REALMENTE, COMO VC DIZ Somos contrários à adoção das mesmas regras de remuneração usadas pelos Diretores do Banco. A PREVI não é Instituição Financeira. Nossa missão é pagar benefícios.

FRANCISCO JOSÉ DA SILVA NETO disse...

12.08.2014 - EMAIL ENVIADO PARA O BLOGO AJCARVALHO
SR. CONSELHEIRO CARVALHO,
JÁ MANDEI VÁRIOS EMAILS,SEM NENHUMA RESPOSTA - 2.
DESDE 2012 QUE RECLAMO DOS DESMANDOS E DESCALABRO ADMINISTRATIVO EM QUE A PREVI ESTÁ SENDO AFUNDADA,LEVANDO POR GRAVIDADE A FONTE DE RENDA DOS PAGAMENTOS DOS BENEFÍCIOS PELOS QUAIS OS PARTICIPANTES PAGARAM E PAGAM PARA USUFRUIR COMO APOSENTADOS.
ESSA RECLAMAÇÕES FORAM ENVIADAS PARA O SR., PARA ASSOCIAÇÕES DE APOSENTADOS, SINDICATOS E COLEGAS. ALGUNS RESPONDERAM MAS NÃO AJUDARAM NA LUTA.
ENQUANDO ISSO CONTINUO, AQUI E AGORA A”CAMPANHA LOGÍSTICA APOSENTADOS PODEM AFUNDAR NAS DÍVIDAS DOS EMPRÉSTIMOS FEITOS NA PREVI, EMPRÉSTIMOS FEITOS COM O PRÓPRIO DINHEIRO DOS PARTICIPANTES.
SR. CARVALHO, A SUGESTÃO PROPOSTA PELO SR. JUNTO A DIRETORIA E CONSELHEIROS DA PREVI PARA AMENIZAR A SITUAÇÃO DOS QUE NÃO PUDERAM RENOVAR O EMPRÉSTIMO SIMPLES, TALVEZ SAIA MAS NÃO VAI ELHORAR MUITO A NOSSA SITUAÇÃO.
SEM ESQUECER QUE OS DIRETORES PODEM RETALIAR PORQUE 6 CONSELHEIROS DA PREVI FORAM CONTRA A BENESSE DO PAGAMENTOS DOS BONUS MILIONÁRIOS AOS DIRETORES. VAMOS VIGIAR.
DETALHE: MUITOS PARTICIPANTES ESTÃO SE DESLIGANDO DE ASSOCIAÇÕES, PORQUE NÃO QUEREM SER SÓCIOS DE ENTIDADES QUE NÃO FAZEM NADA EM DEFESA DOS APOSENTADOS, ALEGAM QUE NÃO PODEM ENTRAR NA JUSTIÇA CONTRA A PREVI POR FORÇA DE REGULAMENTAÇÃO E FICAM SÓ CRIANDO AÇÕES FATASMAS DE IMPOSTO DE RENDA DE FGTS, ETC. CHEGA DE ENROLAÇÃO. ALÉM DO MAIS O RESPONSÁVEIS PELA FOPAG DA PREVI DIZEM QUE AS VERBAS DE ASSOCIAÇÕES NÃO INFLUENCIAM NO CÁLCULO DA MARGEM CONSIGNAVEL, DAÍ E CONVERSA PRA BOI DORMIR. E MESMO QUE INFLUENCIASSE BASTA QUE CADA PARTICIPANTE PEÇA PARA EXCLUIR A MENSALIDADE DA FOPAG DA PREVI.