segunda-feira, 21 de novembro de 2016

FOI APROVADA A REVITALIZAÇÃO DA CASSI

Com 81,4% de votos foi aprovada a proposta para revitalização da CASSI.
Dos 173.708 associados, 85% ativos e 47% aposentados votaram.
Registro que, apesar da relevante abstenção dos aposentados (sabemos das dificuldades e limitações de muitos), acredito que foi o maior percentual de votação deste público em eleições da CASSI e PREVI. Isso é histórico. Foi muito bom. Merece reconhecimento e aplausos.
Diferente da PREVI, pensionistas não votam em eleições da CASSI. Precisa ser revisto.
Dos 100.698 associados ativos, 79,2% votaram SIM e 18% votaram Não.
Dos 73.010 aposentados, 86,9% votaram SIM e apenas 11% votaram NÃO.
Brancos e nulos somaram 4,2%.
Em síntese, a proposta aprovada consiste na realização de uma Consultoria Especializada que será paga pelo Banco, para analisar, desenvolver, e revisar processos, projetos e ações, com foco no modelo de governança, gestão e operações, devendo revisar o modelo de saúde, sistemas, controles, estruturas, contratos, parcerias, buscando, reduzir despesas, com o objetivo maior de melhorar o atendimento e conseguir o equilíbrio financeiro, tudo conforme memorando de entendimento assinado entre o Banco e Entidades, depois de 2 anos de negociações.
Assim sendo, para tirar a CASSI do estado de insolvência, (receitas menores que as despesas) cujo déficit ocorre desde 2011 e já consumiu todas as reservas, foi aprovado, com folga, a cobrança mensal, adicional e extraordinária de 1% sobre a remuneração dos ativos e aposentados, que importará em R$ 17 milhões mensais.
Reconheço  que, embora necessário, será um sacrifício a mais dos associados, ativos e aposentados, com remunerações achatadas. Entendo que, Melhor assim, do que corrermos o risco de perder a CASSI.
A cobrança adicional iniciará a partir da assinatura de Convênio do Banco com a CASSI e terminará, impreterivelmente dia 01/12/2019.
A contra partida do Banco, na forma de ressarcimentos à CASSI, será de R$ 23 milhões mensais, corrigidos anualmente pelo FIPE-SAÚDE.
Está previsto, trimestralmente, a prestação de contas da CASSI ao Banco, Entidades e associados.
Vencida esta etapa cabe-nos acompanhar o desenvolvimento e implantação das propostas e projetos e cobrar os resultados.
Devemos cobrar, também, melhor relacionamento com os prestadores e associados e comunicação clara, objetiva e tempestiva.
Vale a pena lutarmos pela CASSI. Ela é nossa e somente sabe de sua real importância quem já precisou em momentos cruciais. Não foi o meu caso, graças a DEUS.
Antonio J. CARVALHO.


2 comentários:

Adaí Rosembak disse...

Caro Carvalho,

Parabéns pelo seu artigo.
Os associados da CASSI estão parabenizados por essa vitória que, como você muito bem disse, "é histórica".
E precisamos sair das críticas, ataques pessoais e do marasmo e agir para a implementação dos programas constantes do Memorando de Entendimentos.
Mãos à obra !!!
Parabéns !!.

Geraldo Abbud disse...

Ainda bem que chegamos a um acordo pela vitória do sim.Consideremos se tivéssemos que migrar para um outro plano,fatalmente,seria um desastre 1% dá para absorver.Viva a CASSI.